domingo, 25 de julho de 2010

Elephant in the Room





Existem muitos tipos de amor... sempre achei que era facil distingui-los, defini-los e com um pouco de sorte ter um pouco de controlo sobre eles. Mas o que acontece quando se envolvem numa mistura doce e insana?

Amor... sempre fui muito negativa em relação ao amor... Nao gosto de estar exposta... Vulneravel.... Como a vida dá voltas....

Passamos a dar importancia ás pequenas coisas... Lamechas não é?


Adoro quando me abraças;

Adoro quando dizes parvoices que mais ninguém diria;

Adoro a tua cobardia momentanea;

Adoro quando me tocas;

Adoro as nossas conversas em silencio;

Adoro como tentas tomar sempre conta de mim;

Adoro as tuas nerdices;

Adoro a tua cara quando fazes algo embaraçoso;

Adoro quando cantas para mim;

Adoro quando mexes no meu cabelo;

Adoro quando me beijas;

Adoro ver-te dormir...


Quando estou longe de ti morro um pouco, quando estou contigo nunca é suficiente. Não estou habituada a ser feliz e tenho medo... É tudo tão fragil....

Mas não me interessa se não fores meu para sempre, se nunca me amares como eu te amei. Estarei para sempre grata por isto.... Por tudo... Nunca me vou esquecer de ti. E se nos perdermos, só espero ser uma memoria agradavel....


Obrigado...

8 comentários:

katitah*=) disse...

aqui andas tu.... a sofrer por amor... es frágil, mas podes ser mais forte se tentares... e nao desistires.. beijos

Poetíssima disse...

Lembra de mim? Eu lembro de tu!
Passa lá no nosso cantinho!
Abraços!
Poetíssima #

Aмbзr Ѽ disse...

eu adorei. menina, fã desse seu modo visceral de escrever.

sai do suicide virgin e comecei um novo projeto.

http://terza-rima.blogspot.com/

será bem vinda.
até seu proximo post.

Vivian Dias disse...

"Não estou habituada a ser feliz e tenho medo"

Bela frase.

bjus

Anónimo disse...

"Não estou habituada a ser feliz e tenho medo"

Frase típica de adolescente inseguro e inexperiente. Esconder-se em trevas imaginárias e ilusões para sentir-se o que não é não ajudará em nada.

Shadow disse...

Não sou inexperiente e já não sou adolescente... Escrevo o que sinto e o que penso... Deal with it.... =)

Moll Fry disse...

Com certeza a melhor em relatar o que sente um coração... sempre perfeita em suas palavras minha amiga... parabéns....

Leka Gothic disse...

concordo totalmente...amar é estar totalmente vulnerável, pois a razão já não é o que nos domina...

Te convido pra visitar meu esconderijo:
http://rosasgothic.blogspot.com/

bjs!